Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011
Imagem
No canto mais recôndito de seu jardim
Ele cavou tão fundo que acreditou logo encontrar inferno
Assim que enterrasse ele esqueceria a localização
Ninguém nunca mais o encontraria
Principalmente ele mesmo
Não mais seu era e de mais ninguém seria
ali o enterrou
ali esqueceu.
Imagem
acordou,com a freada brusca, desceu do ônibus cantarolando uma música quem nem existia.
Caminhou leve e despreocupado
Nem lá nem acolá, estava feliz por estar Aqui.

Floating

Imagem
oscilando entre a razão e ilusão
ao sabor do vento como uma pluma
bailava, divagava, oscilava em pensamentos fluidos
como se flutuasse num tanque de água