quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Destino

Destino nada mais é que o resultado de força de vontade, sangue e músculos.

Shining Heart

Com a pureza em suas intenções e certeza em seus atos sua estrela brilhará! não sei de quem é essa frase se eu vi, ouvi, li ou é criação de minha mente, mas ela sempre ressoa em minha mente como um mantra e norteia minha ações desde que me entendo por gente. Hoje mais que nunca.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

7 Sábios e o elefante

"Assim os homens se comportam diante da verdade: pegam apenas uma parte, pensam que é o todo e continuam tolos."

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Alimento para a alma




"Cozinhar com as mãos nutre o corpo. Cozinhar com o coração alimenta a alma." (Chef Bruno Stick)

domingo, 11 de dezembro de 2011

domingo, 6 de novembro de 2011

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Dance into the fire

Until we dance into the fire That fatal kiss is all we need Dance into the fire,To fatal sounds of broken dreams Dance into the fire,That fatal kiss is all we need Dance into the fire.....

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Poética


Poética

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.
Vinícius de Moraes


98º aniversário de nascimento do Vinícius de Moraes

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Quem vai dizer O que é impossível ?



De Ponta Cabeça
Jack Johnson
Quem vai dizer
O que é impossível
Bem eles se esqueceram
Que este mundo continua girando
E a cada novo dia
Eu posso sentir uma mudança em tudo
E quando a superfície se quebra os reflexos se vão
Mas de algum modo eles permanecem os mesmos
E como minha mente começa a abrir suas asas
Não há como parar a curiosidade

Eu quero virar a coisa inteira de cabeça para baixo
Eu encontrarei as coisas que eles dizem que apenas não podem ser encontradas
Eu compartilharei este amor que eu acho com todo o
mundo
Nós cantaremos e dançaremos canções para Mãe natureza
Eu não quero que este sentimento se vá

Quem disse
Que eu não posso fazer tudo
Bem eu posso tentar
E enquanto eu vou seguindo, eu começo a descobrir
Que as coisas nem sempre são o que parecem

Eu quero virar a coisa inteira de cabeça para baixo
Eu encontrarei as coisas que eles dizem que apenas não podem ser encontradas
Eu compartilharei este amor que eu acho com todo o
mundo
Nós cantaremos e dançaremos canções de Mãe natureza
Este mundo continua girando e não há tempo para ser
desperdiçado
Bem, tudo continua girando girando e

De cabeça para baixo
Quem vai dizer que é impossível e não pode ser achado?
Eu não quero que este sentimento vá embora

Por favor não vá embora
Por favor não vá embora
Por favor não vá embora
É assim que deve ser?

terça-feira, 20 de setembro de 2011



Ela vem chegando sutilmente, com seus perfurmes e suas cores.
Tudo é alegria e florescer
A vida renasce e a beleza se mostra

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

eu sou uma Chowbola!





Hoje meditando em um momento de desanimo,meditei e vieram lembranças de um dos vários e eternos papos com Lorena e percebi que sou uma algo entre um Chow-chow e uma cebola.
as palavras do mente hiperativa que podem me descrever perfeitamente:

Uma cebola? Sim, uma cebola. Uma cebola é composta de muitas camadas sobrepostas e pra se atingir o miolo é preciso vencer todas as camadas, todo os obstáculos. Eu sou assim, me resguardo no miolo, me envolvo de camadas e mais camadas, vou me apresentando aos poucos, à medida que a intimidade me conquista a confiança. Posso sentar com você numa lanchonete e conversar horas sem nem lhe contar nada sobre minha vida pessoal, somente arrodear, expor pontos de vista sobre assuntos aleatórios; ou posso conversar com você diariamente e não contar os meus sofrimentos mais íntimos.
a parte do chow chow é que como todo bom cachorro sou fiel mas como o chow chow sou desconfiado, observo, analiso atentamente antes de oferecer minha lealdade.
Não vejo isso como um defeito, Eu sou assim e acredito que devo ser assim não to nem ai se tem gente que não gosta e acha que todos devemos ser facebook abertos(ou pelo menos finigr ser usando a mascara do "sou trasnparente" e bla bla bla).Eu? eu não. Eu sou uma Cebola peluda de língua Azul.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Riscos




Existem momentos em que ainda é preciso correr riscos, dar passos loucos.Paulo Coelho

O perigo desenvolve nossa percepção, ativa todos os nossos sentidos e nos movimenta- e pode se tornar um vício.Esse é um risco, "porque o excesso de luz cega..." Tao
Nem sempre a salto vale o risco da queda mas como diz o tal do Tao "a cautela não sugere evitar o aprendizado e sim ter cuidado ao assimilá-lo"
Se quer aprender a voar e sobreviver pra contar a estoria(com todos os membros) leva um para-quedas e coloca um colchão bem macio embaixo.

Learn to Fly



Aprender a voar implica na possibilidade de falhar e cair mas no acerto existe a chance de alcaçar alturas maiores se você deixar o medo para trás.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Máscaras




Há pessoas que, por mais que as pesquisemos, não têm interior, são puras máscaras. É digno de pena o homem que se envolve com estes seres quase espectrais, inevitavelmente insatisfatórios, mas precisamente eles são capazes de despertar da maneira mais intensa o desejo do homem: ele procura a sua alma - e continua procurando para sempre.

Friedrich Nietzsche

quarta-feira, 6 de julho de 2011

miss you


nasci peça única sem faltar nem pôr
mas encontrei uma autonoma parte que se anexou a meu coração e quando não esta presente é que eu percebo quanto ela é necessária.

Enjoy


"viva sempre, aproveite o momento..."

quarta-feira, 22 de junho de 2011

A Dança



A DANÇA
Não te amo como se fosse rosa de sal, topázio
ou flecha de cravos que propagam o fogo:
te amo secretamente, entre a sombra e a alma.
.
Te amo como a planta que não floresce e leva
dentro de si, oculta, a luz daquelas flores,
e graças a teu amor vive escuro em meu corpo
o apertado aroma que ascender da terra.
.
Te amo sem saber como, nem quando, nem onde,
te amo directamente sem problemas nem orgulho:
assim te amo porque não sei amar de outra maneira,
.
Se não assim deste modo em que não sou nem és
tão perto que a tua mão sobre meu peito é minha
tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.

Pablo Neruda

quinta-feira, 16 de junho de 2011

A rosa que virou a dona do jardim


A rosa surgiu nesse jardim caotico e sutilmente sem nenhum ação
com sua beleza a e perfume
ela conquistou o jardim e tornou sua nação
sabedoria, verdade e amor eram suas leis
mentira, inveja e ciume la não tinha vez
colorido, vivo e alegre ela tornou o jardim
e por isso vos digo que a rosa foi um presente do universo pra mim

A flor mais bela do jardim


Da pura e simples magia do seu ser
Que me revelou o extraordinário que existe na rotina
Transforma meus dias cinzas em um tela viva e os coloridos em explosões de vida e luz
me mostra o melhor da vida todos os dias
Obrigado por existir e me fazer tão feliz.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

quarta-feira, 8 de junho de 2011

excelso



Assim o amor que nutrimos subirá aos céus qual fogo,
E o fogo levará nossas preces, nossas bençãos, para casa.

Neil Gaiman

domingo, 5 de junho de 2011

Sublimação



o toque
eletricidade percorre nossos corpos
a sensação de choque desperta meu apetite
uma súbita fome de você me possui
apenas apaziguada pela suavidade de seu ser
sublimados pelo momento
perdemos momentaneamente a consciência
apenas para despertar no êxtase
com o sabor de mais querer

terça-feira, 31 de maio de 2011

memória e conhecimento


"Os deuses, cruéis em sua sabedoria, exigiam um sacrifício: as almas deveriam
esperar um tanto para que esse desejo se interiorizasse e se espiritualizasse dentro
delas, pois entre um e outro ocorreria o tempo necessário à memória. A água
oferecida pelos deuses era tirada do rio Lethe, rio do esquecimento. Se as almas,
arrastadas pela sede do desejo sem freio, bebessem a água do Lethe, sem
a pausa do sacrifício, ao invés de aprender, cairiam na letargia, que é um estado
de sonolência, de embrutecimento, de inconsciência. Voltariam aos seus
instintos brutos e, saciadas e entorpecidas muito rapidamente, seriam incapazes
de dar o salto que leva ao conhecimento através da memória. Mas aquelas
almas que esperassem e não tragassem sôfregas a água do Lethe alcançariam o
não-esquecimento, o des-ocultamento, a a-letheia, a alethéia. Quem sofreia o
desejo que, saciado, leva ao entorpecimento, consegue chegar à verdade, que
é lembrança pura, memória libertadora."
Platão

terça-feira, 24 de maio de 2011


Quem quiser nascer tem que destruir um mundo; destruir no sentido de romper com o passado e as tradições já mortas, de desvincular-se do meio excessivamente cômodo e seguro da infância para a conseqüente dolorosa busca da própria razão do existir: ser é ousar ser."

Herman Hesse

Ventura



O acaso não existe. Quando alguém encontra algo de que verdadeiramente necessita, não é o acaso que tal proporciona, mas a própria pessoa; seu próprio desejo e sua própria necessidade o conduzem a isso.
Herman Hesse

terça-feira, 17 de maio de 2011

O melhor momento de sua vida


Prime time of your life

Prime time of your life

Prime time of your life

Now
Live it
Prime time of your life

Now
Live it
The Prime time of your life

Do it
Now......... an
Live it......today

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Siga seu coração




quando perdido
e sem saber onde encontrar a direção
respire fundo e olhe dentro de si
para saber que rumo tomar
é só seguir seu coração.

sábado, 9 de abril de 2011



manhã chuvosa, terra molhada, cheiro de jasmin
determinação de guerreira, sorriso infantil, dengo de menina, mente de anciã
beleza muito além do que se vê
pedaços de um pedaço autônomo de mim

segunda-feira, 4 de abril de 2011



a manhã que acende não espia a culpa
a exposição não acaricia o ego
a dor não alivia o pesar
essas palavras não trarão o perdão
incoerencia,incongruencia
é tão mais facil ser tolo

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Leaping into the unknown. Again and again




O Tolo na colina
"Dia após dia, sozinho na colina
O homem com um sorriso bobo está perfeitamente parado
Mas ninguém quer conhecê-lo,
Pode-se ver que ele é só um bobo.
E ele nunca dá uma resposta .....

Bem no caminho, cabeça numa nuvem,
O homem de mil vozes, falando perfeitamente alto.
Mas ninguém nunca o ouve,
Ou o som que ele parece fazer.
E ele nunca parece notar .....

E ninguém parece gostar dele,
Eles podem adivinhar o que ele quer fazer.
E ele nunca mostra seus sentimentos,

Ele nunca os ouve,
Ele sabe que os bobos são eles,
Não gostam dele...

Mas o bobo na colina
Vê o sol nascer e se por
E os olhos em sua cabeça
Veem o mundo girando ao redor"

- Paul Maccartney, The Fool on the Hill.

quarta-feira, 16 de março de 2011

domingo, 13 de março de 2011

sábado, 12 de março de 2011

Além do Jardim



As grades não mais representavam um obstáculo, um mundo se abriu além do jardim. Cores, odores, sons e sensações, não sabia o que o aguardava mas não podia mais esperar para experimentar o novo.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Nirvana



Por instantes intermináveis
Permanecendo ausente de si flutuou amorfo
e na consciência que Nada era
Se fez presente no Todo

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Ciúme



"Mas compreendi que além de dois existem mais
O amor só dura em liberdade
O ciúme é só vaidade
Sofro mas eu vou te libertar
O que é que eu quero se eu te privo
Do que eu mais venero
Que é a beleza de deitar"
Raul Seixas

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Mar



ela o abrigou em seus braços
e ele estava novamente em casa
no calmo alento do seu abraço
ele adormeceu
e novamente ele era um como o todo

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011




No canto mais recôndito de seu jardim
Ele cavou tão fundo que acreditou logo encontrar inferno
Assim que enterrasse ele esqueceria a localização
Ninguém nunca mais o encontraria
Principalmente ele mesmo
Não mais seu era e de mais ninguém seria
ali o enterrou
ali esqueceu.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011



acordou,com a freada brusca, desceu do ônibus cantarolando uma música quem nem existia.
Caminhou leve e despreocupado
Nem lá nem acolá, estava feliz por estar Aqui.

Floating



oscilando entre a razão e ilusão
ao sabor do vento como uma pluma
bailava, divagava, oscilava em pensamentos fluidos
como se flutuasse num tanque de água

Pages