sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Reality Overdose



Entorpecidamente sóbrio a sanidade se desvanece como tinta em solvente.

sábado, 21 de dezembro de 2013

Luxúria





Corpos Serpenteavam na cama
Línguas Sinuosas entre frestas gotejantes
Sibilante, lasciva e ofegante
Ela gemia chacoalhante
Como uma só forma entrelaçavam-se
Chiando em  uníssono.







quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

CSO


Se nos anos 30 o teatro para Artaud é “o lugar onde se refaz a vida”, depois de Rodez ele é essencialmente o lugar onde se refaz o corpo. O “corpo sem órgãos” é o nome deste corpo refeito e reorganizado que uma vez libertado de seus automatismos se abre para “dançar ao inverso”.

By Wipedia

Antonin Artaud


Monument to Antonin Artaud, por Yuri Zupancic.

Nascido em Marselha/França em 4 de setembro de 1896, Antonin Artaud, o herói da auto exacerbação, traz na literatura o seu rigor, energia e sensibilidade. Apresentando a constante necessidade de reinventar-se; encontrando no Teatro o duplo para a sua auto-investigação.
Marginalizado e ignorado em vida, o autor de Van Gogh – o suicidado pela sociedade – serve atualmente como referência para as mais avançadas correntes do pensamento crítico e da criação artística em suas manifestações diversas, tais como a Poesia, a Linguística, a Psicanálise, e a Filosofia. Além da performance, da intervenção, da espetacularização e da imobilidade.
(Susan Sontag – Abordando Artaud)

Pages