quarta-feira, 7 de julho de 2010

O combustível da alma




Ahh o desejo
Se a chama do desejo não crepita em seu ser nada mais faz sentido
Seu calor alimenta os sonhos, nos move, aquece
Ele ferve em mim com a força de mil sóis
E reaviva o universo que pulsa em mim
Idéias, sonhos, vontades...
Tão quente que a fome não mais me consome
O cansaço não existe
E assim continuarei com sua chama alimentando minha alma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages