Antonin Artaud


Monument to Antonin Artaud, por Yuri Zupancic.

Nascido em Marselha/França em 4 de setembro de 1896, Antonin Artaud, o herói da auto exacerbação, traz na literatura o seu rigor, energia e sensibilidade. Apresentando a constante necessidade de reinventar-se; encontrando no Teatro o duplo para a sua auto-investigação.
Marginalizado e ignorado em vida, o autor de Van Gogh – o suicidado pela sociedade – serve atualmente como referência para as mais avançadas correntes do pensamento crítico e da criação artística em suas manifestações diversas, tais como a Poesia, a Linguística, a Psicanálise, e a Filosofia. Além da performance, da intervenção, da espetacularização e da imobilidade.
(Susan Sontag – Abordando Artaud)

Comentários

  1. Porraaan, Susan Sontag falando sobre ele, que ótima descoberta! A psicologia e a psicanálise já o redimiram e o tem como referência. Eu sou suspeita, porque absolutamente adoro sua poética, completamente uma entrega ä Arte, como poucos foram capazes. Essa imagem representa bem como uma pessoa em construcao, inacabado, ruindo, refeito, inquieto, a inquietude nesse olhar...
    Até os Bauhaus fizeram música pra ele. Inspirador em multiplos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os 7 Níveis de Consciência Espiritual

O Corvo e a Coruja

Arco-íris, pontes, serpentes e insights